Amor que é Amor Reduz Tudo a Pó

Padrão

Mais uma dedicatória ao Amor.

Tudo por causa da inspiração cósmica, que novamente passou por aqui, como o vento – que não se sabe de onde vem, nem para onde vai .

Paradoxo dos paradoxos, ele constrói, constrói, cresce, se agiganta e, no final, faz tudo voltar ao pó! O pó como substância primordial da criação universal.

Anúncios

»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s